20/02/2010

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS DE LÍNGUA PORTUGUESA

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO 1º ANO:

LÍNGUA
1. Fonética e Fonologia.

2. Morfologia.

3. Significação das palavras.

Sinonímia e antonímia, paronímia, homonímia e polissemia.

4. Figuras de linguagem.


5. Emprego dos sinais de pontuação.

6. Ortografia oficial e acentuação gráfica em vigor.


 
LITERATURA

1. Texto literário e texto não-literário.


2. Gêneros literários; textos em prosa e em verso;

3. Estilo de época na literatura portuguesa: Trovadorismo, Humanismo, Classicismo.
 O Classicismo europeu e a literatura sobre o Brasil. A carta de Pero Vaz de Caminha. Gândavo,Cardim, José de Anchieta.
4. Estilos de época na literatura brasileira: Quinhentismo, Barroco, Arcadismo.

. O Barroco literário no Brasil. Recursos estilísticos, relações com outras artes e autores representativos. Padre Antônio Vieira, Gregório de Matos.

. O Arcadismo brasileiro. As idéias iluministas e a produção literária. Lirismo, sátira e épica
Características da escola e principais autores. Tomás Antônio Gonzaga, Cláudio Manuel da Costa, Basílio da Gama, Santa Rita Durão.

4. Obras literárias de leitura integral - Abordagem crítico:

- MEIRELES, Cecília. Os melhores poemas de Cecília Meireles. Seleção de Maria Fernanda. 11 ed.São Paulo: Ática, 1999.

- CONTOS Brasileiros 3. Para gostar de ler. v. 10. 18 ed. São Paulo: Ática, 2002.


REDAÇÃO
Produção de gêneros textuais /discursivos, como artigo de opinião, carta, resenha crítica, resumo, notícia, texto publicitário, convite etc., contemplando os seguintes aspectos:
A) Estruturação textual: adequação da organização textual aos diversos gêneros.

B) Elementos de textualidade: coesão, coerência, intencionalidade, informatividade e
intertextualidade.

C) Estilo: funções da linguagem; tipos de discurso (direto, indireto e indireto livre); denotação e conotação;  recursos argumentativos.

D) Linguagem: uso da norma culta da língua escrita; usos da linguagem adequados aos diferentes gêneros textuais/discursivos

ENSINO MÉDIO – 2º ANO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO / 2010
Revisão sobre classes gramaticais variáveis Substantivo / Adjetivo / Artigo / Numeral



 Classes gramaticais variáveis Pronome. Classificação e emprego / Verbo. Classificação, tempo, modo, pessoa, vozes aspectos.
Classes Gramaticais Invariáveis Preposição / Advérbio / Conjunção


 Predicação Verbal / Sujeito/A Palavra SE / Concordância Verbal (alguns casos)
Predicado/Predicativo / Complementos Verbais / Complemento Nominal / pronomes Oblíquos: Complementos Verbais X Complementos Nominais / Agente da Passiva / Adjunto Adnominal / Adjunto Adverbial / Aposto / Vocativo / Adjunto Adnominal X Complemento Nominal
LITERATURA
Romantismo Poesia / Prosa
Realismo / Naturalismo
Parnasianismo / Simbolismo
Pré-Modernismo / Vanguardas europeias (listas)
REDAÇÃO
O trabalho com textos em sala de aula ganhou uma enfoque especial no momento em que os PCNs de Língua Portuguesa evidenciaram a sua importância.

Concomitantemente com a proposta de leitura e produção de textos, surge a necessidade de se trabalhar os gêneros discursivos e textuais.
É fundamental que os estudantes compreendam que texto não são somente aquelas composições escritas tradicionais com a qual se trabalha na escola – descrição, narração e dissertação – mas sim que o texto é produzido diariamente em todos os momentos em que nos comunicamos, tanto na forma escrita como na oral.
Um ponto muito importante que Marcuschi (2002:25) destaca é que “em todos
os gêneros também se está realizando tipos textuais, podendo ocorrer que o mesmo
gênero realize dois ou mais tipos. Assim, um texto é em geral tipologicamente
variado (heterogêneo)”.
Os tipos textuais são definidos por seus traços lingüísticos predominantes:
aspectos lexicais, sintáticos, tempos verbais, relações lógicas. Por isso um tipo
textual é dado por um conjunto de traços que formam uma seqüência e não um
texto. De acordo com Marcuschi (2002:27), “quando se nomeia um certo texto como
“narrativo”, “descritivo” ou “argumentativo”, não está nomeando o gênero e sim o
predomínio de um tipo de seqüência de base.
Trabalhar os gêneros textuais em sala de aula é uma excelente oportunidade

de se lidar com a língua nos seus mais diversos usos do cotidiano.
Se a comunicação se realiza por intermédio dos textos, deve-se possibilitar
aos estudantes a oportunidade de produzir e compreender textos de maneira
adequada a cada situação de interação comunicativa.
A melhor alternativa para trabalhar o ensino de gêneros textuais é envolver os
alunos em situações concretas de uso da língua, de modo que consigam, de forma
criativa e consciente, escolher meios adequados aos fins que se deseja alcançar.
(http://www.alb.com.br/anais16/sem03pdf/sm03ss16_09.pdf)

Nenhum comentário: